Primeira comunhão

Estadão

05 Abril 2012 | 08h19

Irmãs no dia da primeira eucaristia

No clima da Semana Santa, falamos no post de ontem sobre a fé e a religiosidade presentes nas fotos do começo do século 20, sobretudo relacionadas a cerimônias tradicionais. Uma delas era a primeira eucaristia, celebração católica em que se recebe pela primeira vez o Corpo e Sangue de Cristo, sob a forma da hóstia e do vinho. Imagens da época mostram cenários carregados de simbolismo e vestimentas caprichadas. Nesse dia, os meninos geralmente usavam camisa branca, gravata, paletó, calção curto, fita branca amarrada no braço, sapatos e meias três quartos. Já as meninas ganhavam, além dos sapatos e meias brancas, um vestido branco bordado com o símbolo da eucaristia – um cálice e a inscrição INRI, iniciais de Iesu(a) Nazarenus Rex Iudaeorum, ou Jesus Nazareno Rei dos Judeus.

Cenário carregado de simbolismo e vestimenta caprichada

Irmãos posam com Bíblias

A pose e a fisionomia respeitosa dos comungantes eram fundamentais na hora da foto. E os fotógrafos se esmeravam ao orientar os clientes. Valia ser retratado ajoelhado, em posição de prece, com vela e terço nas mãos, véu na cabeça, laço de fita amarrado no braço ou o olhar voltado a representações de anjos ou de Jesus Cristo. Vasos de flores e outros objetos serviam para compor o cenário, como se pode ver na foto do rapazinho abaixo.

 

Fisionomia séria, objetos religiosos e flores compondo o cenário

Segundo o especialista Nelson Schapochnik, “no exterior dos templos ou, ainda, nas moradas e nos estúdios fotográficos, os figurantes reiteravam os gestos, poses e trajes, expressando uma intenção operatória de reproduzir e perenizar as imagens do culto”. Em sua opinião, a ausência de retratos feitos dentro de igrejas nessa época se deveu a problemas de ordem técnica (iluminação e deslocamento) ou à “resistência da Igreja Católica ao equipamento fotográfico e à apropriação do cenário sagrado para fins privados”. De qualquer forma, muitos cenários montados em estúdios tentavam reproduzir o ambiente dos templos, como se pode ver na imagem abaixo.

Cenário representando interior da igreja