Brasil selvagem despertava interesse na Alemanha em 1911

Brasil selvagem despertava interesse na Alemanha em 1911

Lizbeth Batista

15 Março 2011 | 14h35

A edição de 15 de março de 1911 do Estado trazia em sua página central uma figura do artista alemão Willy Reichardt, e informava sobre a realização de uma exposição em Munique.

O tema da exposição era assunto de crescente interesse alemão, o Brasil.

Quarta-feira, 15 de março de 1911

Accentua-se na Allemanha um grande movimento de curiosidade pelo Brasil. Em grande parte essa curiosidade é conseqüência da formidável expansão econômica alleman, conduzida com intelligencia  superior e com profunda penetra psychologica. Mas, não é só nos centros commerciaes ou nas investigações scientificas para fins commerciaes, que existe essa preocupação pelo Brasil. Há muito tempo que sábios allemães, dos mais conspícuos, dedicam os seus estudos ás regiões brasileiras. Mais de um livro notável lhes devemos sobre a nossa flora, a nossa fauna e a nossa historia, todos geralmente escriptos com a probidade que caracteriza os scientistas allemães.

Recentemente realisou-se em Munich uma exposição internacional e nacional sobre assumptos brasileiros. Um dos expositores foi o nosso velho conhecido Willy Reichardt. (…)

Reichardt que é exímio no desenho a penna, tinha uma grande predileção pelos nossos aspectos rusticos, pelas scenas da vida campesina, por tudo que lembrasse o Brasil selvagem ou primitivo, ainda não contaminado do cosmopolitismo.

A estampa que hoje reproduzimos é um trabalho desse gênero que Willy Reichardt, enviou á exposição a que nos referimos.

Pesquisa e Texto: Lizbeth Batista
Siga o Arquivo Estadão: Twitter@arquivo_estadao e Facebook/arquivoestadao