Em 1911, bombeiros controlavam incêndio numa loja em chamas

Em 1911, bombeiros controlavam incêndio numa loja em chamas

Lizbeth Batista

08 Julho 2011 | 09h09

Poucos dias após sua inauguração, a nova Central de Aviso dos Bombeiros dava provas da agilidade que trouxe às operações do Corpo de Bombeiros de São Paulo.

Um incêndio tomou conta da loja de roupas Casa Aurora, na Rua Amaral Gurgel e em pouco tempo todo o estabelecimento ficou destruído. A notícia, publicada no Estado de 08 de julho de 1911, conta como se deu a ação dos bombeiros, alertados através do novo sistema de aviso de incêndios “os bombeiros, na estação Central, receberam o aviso ás 8 horas e 48 minutos pela caixa n. 418.

Sabbado, 08 de julho de 1911

A nota contava que, por volta das 8 horas da noite, um incêndio “violento e impetuoso” propagou-se pela loja de roupas. E graças ao novo sistema de aviso de incêndios “os bombeiros, na estação Central, receberam o aviso ás 8 horas e 48 minutos pela caixa n. 418.

O socorro veio da estação Oeste do Corpo de Bombeiros e “(…) dentro de pouco tempo, era iniciado o serviço de extincção do fogo, com duas linhas de mangueiras, ligadas directamente ao hydrante da rua. Havia água em abundancia e com pressão sufficiente (…).” Na bem sucedida missão de socorro “o fogo, que dominava todo o estabelecimento, cedeu logo ao ataque dos bombeiros, que viram dentro de pouco limitadas as chammmas até extinguil-as.”

O sistema americano de alarme Gamewell revelou-se um aliado importante e eficiente na tarefa de salvar vidas, foi mantido em atividade por mais de 40 anos.

Pesquisa  e texto: Lizbeth Batista