Queríamos mais Amy, ela disse “No, no, no”

Queríamos mais Amy, ela disse “No, no, no”

Lizbeth Batista

23 Julho 2011 | 18h16

 

 A cantora Amy Winehouse foi encontrada morta, neste sábado, 23, em Londres.

Amy apareceu pela primeira nas páginas do Estado em 2007. A matéria a descrevia como uma artista de “perfil intrépido e não fabricado”.

Na época, com apenas 23 anos de idade,  um single de sucesso, Rehab, e seu álbum, Back to Black (2006) , sendo considerado “o melhor álbum  de soul music em anos” ,  a cantora teve sua voz comparada a grandes nomes da Soul Music como Etta James, Macy Gray, Sara Vaughan. Era exaltada como uma intérprete capaz de “extrair substâncias revigorantes de velhas fórmulas, como que reatando o elo perdido para um estágio posterior”.

 

 

 

    

Amy no Brasil 2011

Em janeiro deste ano, a cantora causou frisson na sua passagem pelo Brasil.

Todos estavam atentos a cada movimento e deslize.

               

               

Fãs puderam conferir seus shows em Florianópolis, Rio de Janeiro, Recife e São Paulo.

Mas, nos palcos Amy não empolgou.

  

Pesquisa  e texto: Lizbeth Batista

Mais conteúdo sobre:

Amy WinehousefalecimentoSoul Music