Revolução Mexicana: duas visões de um mesmo conflito

Revolução Mexicana: duas visões de um mesmo conflito

Lizbeth Batista

23 Março 2011 | 20h30

Em 23 de março de 1911, o jornal Estado trazia diferentes notas tratando do conflito no México.

Nelas ficavam expressas as diferentes posturas internacionais diante do levante.

Enquanto os Estados Unidos afirmavam que a mobilização de suas tropas para a fronteira tinha surtido um efeito calmante, e por tanto sua permanência ali se fazia necessária para manter os rebeldes longe do solo americano.

Quinta-feira , 23 de março de 1911

A imprensa inglesa via a situação de outra forma.   O Morning Post publicava que um despacho do governo mexicano pedia ao governo americano que evitasse a concentração de tropas na fronteira para não encorajar a resistência revolucionária.

Pesquisa e Texto: Lizbeth Batista
Siga o Arquivo Estadão: Twitter@arquivo_estadao e Facebook/arquivoestadao