Rio-92 nas páginas do Estado: o planeta em pauta

Rio-92 nas páginas do Estado: o planeta em pauta

rosesaconi

20 Abril 2012 | 10h06

Junho de 1992. Delegados de 178 países, entre eles 108 estadistas, foram recebidos no Rio de Janeiro pelo presidente Fernando Collor  – então imerso em denúncias de corrupção feitas pelo irmão, Pedro. Centenas de representantes de diversos segmentos sociais – jovens, índios, ambientalistas – debatiam do lado de fora do Riocentro. Este era o cenário da Conferência das Nações Unidas para o Meio Ambiente e o Desenvolvimento, apelidada de Rio-92, Eco-92, ou Cúpula da Terra.

Estadão editou caderno especial

Durante a conferência, o Grupo Estado enviou uma equipe de 54 jornalistas para cobrir todos os instantes das negociações, a recepção aos chefes de Estado, as manifestações sociais e o impacto da reunião no cotidiano dos cariocas. Nas duas semanas em que a Rio-92 acontecia, um caderno especial foi editado com reportagens e textos analíticos para o leitor acompanhar o tema. Cerca de 70 páginas publicadas apenas entre os dias 3 e 15 de junho.Veja um pouco do registro desse importante evento em que o planeta e o meio ambiente entraram definitivamente para a pauta do jornalismo brasileiro.

3/6/1992 – Na abertura da Conferência, o presidente Fernando Collor conclama as nações a estabelecer um novo padrão de cooperação internacional.

4/6/1992  – A pobreza foi um dos temas mais debatidos.

9/6/1992 – Chefes de Estado chegam para os debates. Expectativa de um consenso sobre a Convenção da Diversidade Biológica e sobre a Convenção de Mudanças Climáticas.

 

11/6/1992- Agenda 21, compromisso firmado por 170 países durante a realização da Eco-92. Promessa de ações para o desenvolvimento econômico e a justiça social combinados com a proteção do meio ambiente.

13/6/1992 – Declaração de Florestas, plano de ação para ajudar a conter devastação das matas.

15/6/1992 – Termina a Rio-92. Os países industrializados admitiram sua responsabilidade pela preservação do meio ambiente e comprometeram-se a, voluntariamente, diminuir suas emissões de gases até o ano 2000 aos níveis de 1990.

15/6/1992 – Balanço final. Mudança da consciência internacional sobre preservação do ambiente.

Veja também:

#Dalai Lama: a volta de um visitante querido

Pesquisa: Rose Saconi
Reprodução de imagens: José Brito

ESTADÃO ACERVO

# Siga: twitter@estadaoacervo | facebook/arquivoestadao Instagram