Asfalto escorregadio é ‘armadilha’ para carros
As informações e opinões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Asfalto escorregadio é ‘armadilha’ para carros

Motoristas derrapam na ladeira da Rua Antônio Júlio dos Santos, no Morumbi, principalmente em dias de chuva

Renata Okumura

13 Junho 2017 | 16h00

SÃO PAULO – Dirigir pelas avenidas e ruas da capital paulista não é tarefa fácil, mas o cenário é ainda mais delicado em dias de chuva. Na Rua Antônio Júlio dos Santos, entre a Avenida Giovanni Gronchi e a Rua Pasquale Gallupi, no Morumbi, na zona sul da cidade, a reportagem da ‘Blitz Estadão’ constatou, nesta terça-feira, 13, ao menos duas ‘armadilhas’: buraco e asfalto escorregadio.

Rua Antônio Júlio dos Santos tem asfalto escorregadio e buracos (Foto: Renata Okumura)

“O problema é com o asfalto. Só motoristas muito experientes conseguem subir tranquilamente. E mesmo quando a pista está seca já vi muitos carros derraparem. E com a chuva, só piora a situação”, alertou Ricardo Ferreira.

Com o asfalto molhado, era possível ouvir carros derrapando para tentar subir a ladeira. Em um dos momentos, um veículo quebrou e foi preciso auxílio para ser deslocado. Alguns motoristas se arriscavam a subir a rua em alta velocidade para não ficarem parados no semáforo da ladeira. Outros mais cautelosos paravam bem antes da subida, na expectativa de o semáforo abriu e poderem cruzar a Avenida Giovanni Gronchi sem paradas.

“É impossível fazer o trajeto até a Avenida Giovanni Gronchi pela Rua Antônio Júlio dos Santos em dias de chuva. A rua se transformou ‘em sabão’ e dificulta a subida até para motoristas experientes. Um carro parou o trânsito porque seu carro patinava a ponto de soltar fumaça do pneu dianteiro. Um perigo. Não seria o caso de reabrir a subida pela Rua Doutor Flávio Américo Maurano, como era antigamente? Sei que a acesso foi bloqueado por causa de segurança. Mas o asfalto escorregadio também traz receio”, criticou o motorista Antônio Carlos Gomes de Brito.

Com pista escorregadia, motoristas têm dificuldade para subir ladeira (Foto: Renata Okumura)

Além do asfalto escorregadio, motoristas precisam desviar de dois buracos profundos que se formaram na via. Ainda segundo relatos da população, a situação é ainda mais preocupante à noite.

“Entre às 17h e 20h, a subida da Avenida Giovanni Gronchi só tem uma faixa para os automóveis, o que obriga os condutores da faixa da direita ‘fecharem’ a curva para a esquerda”, detalha Brito.

Em atenção ao problema apresentado de dificuldade de circulação em virtude da topografia do local, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) informa que a solicitação deve ser encaminhada para a Prefeitura Regional do Butantã.

A Prefeitura Regional Butantã informa que uma equipe irá a Rua Antônio Júlio dos Santos até o fim desta semana para realizar avaliação técnica e determinar a melhor solução.

Com relação às alterações de circulação na Avenida Giovanni Gronchi, Rua Francisco Tomás de Carvalho (Ladeirão do Morumbi), Rua Pasquale Gallupi, Rua Antônio Júlio, Rua João Avelino e Rua Leandro Teixeira, a CET acrescenta que foram decorrentes de estudo de área para melhoria da circulação de toda a região. “O projeto foi apresentado amplamente para a comunidade durante o ano de 2013, com a participação dos CONSEGs do Morumbi e Portal do Morumbi, Subprefeituras do Butantã e Campo Limpo, Associação Comercial, síndicos dos condomínios locais, Polícia Militar e imprensa de bairro”, finalizou a nota.

Quer compartilhar alguma reclamação em seu bairro? Mande seu relato por WhatsApp (11) 9-7069-8639 ou para o email blitzestadao@estadao.com.

Mais conteúdo sobre:

AsfaltoEscorregadioBuracos
0 Comentários