As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Barulho de obra tira a tranquilidade de moradores do Jardim Paulista

Gattaz Engenharia e Construções alega que a retomada de uma obra iniciada há 30 anos não é um trabalho simples, pela necessidade de adequação do projeto às normas atuais

Renata Okumura

21 Fevereiro 2018 | 16h57

SÃO PAULO – Quem mora na Alameda Casa Branca, na região do Jardim Paulista, reclama de obras que estão acontecendo no edifício localizado no número 1.100. Segundo moradores, as obras pararam há mais de 30 anos e somente agora foram retomadas.

O barulho é ensurdecedor, segundo relatos. “Diariamente, o som altíssimo de uma britadeira tira a tranquilidade da vizinhança”, disse Maria Tereza.

Uma vendedora de flores que fica na esquina da Alameda Casa Branca com a Rua Barão de Capanema teve que parar as atividades porque é impossível ficar por perto. “Esse desrespeito já dura mais de duas semanas. E a informação que obtive é que a obra ainda vai durar muito mais tempo, pois estão derrubando paredes nos andares para modificar os apartamentos. Bebês, crianças e velhos estão vivendo o dia inteiro com este grande desconforto”, reforçou ela.

Segundo a Gattaz Engenharia e Construções, a retomada de uma obra iniciada há 30 anos não é um trabalho simples pela necessidade de adequação do projeto às normas atuais e à correção de alguns problemas técnicos.

Rua Barão de Capanema Foto: Renata Okumura

“Temos ciência do desconforto causado aos vizinhos e procuramos limitar o horário de funcionamento das britadeiras. Estávamos trabalhando com equipamento pneumático, que tem maior produtividade, para reduzir o tempo de duração do serviço de demolição. Em contrapartida, esses equipamentos são os mais barulhentos. Esta fase está superada e no momento restam apenas cortes de pisos, sendo executados por equipamento elétrico, cujo nível de ruído é bem menor. Vamos reestudar com nossa equipe a questão do horário de funcionamento da obra e o prazo para a conclusão das demolições”, destacou a nota.

+++ Leia também: Bares com música alta tiram sossego de moradores das zonas oeste e leste

Vista do bar à noite Foto Renata Okumura

Moradores da Rua Doutor Renato Paes de Barros, no Itaim Bibi, na zona oeste, voltaram a reclamar que o bar The Juniper 44° – Drinks House, localizado no número 115, ainda desrespeita a lei do silêncio. Segundo morador, que preferiu não se identificar, a música alta pode ser ouvida de seu apartamento.

Quer compartilhar alguma reclamação em seu bairro? Mande seu relato por WhatsApp (11) 9-7069-8639 ou para o email blitzestadao@estadao.com.