Entulho e calçadas esburacadas desvalorizam bairro da zona oeste de SP
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Entulho e calçadas esburacadas desvalorizam bairro da zona oeste de SP

Comerciantes também se queixam de lixeiras quebradas na região

Renata Okumura

19 Maio 2017 | 17h37

SÃO PAULO – A reportagem da ‘Blitz Estadão’ esteve na Rua Barra Funda, na Barra Funda, na zona oeste da cidade, e constatou diversos problemas enfrentados por moradores e comerciantes.

Entulho na Rua Barra Funda (Foto: Renata Okumura)


Calçadas esburacadas e cheias de lixo estão entre as principais queixas relatadas pela população. Na Rua Barra Funda, na esquina com a Avenida Pacaembu, tem uma banca de jornal. Atrás dela, há muito lixo, o que espanta a freguesia, relata o jornaleiro Vicente Francisco da Silva.

Jornaleiro Vicente Francisco da Silva reclama de entulho na região (Foto: Renata Okumura)

“Estou há 35 anos na região. Tem lixo, entulho, esgoto que cheira ruim e buracos nas calçadas. É preciso fazer uma grade atrás da banca para impedir que pessoas joguem lixo e entulho no gramado. O local deveria ser preservado”, reclamou Silva.

Outra reclamação dos moradores é com relação ao matagal. “O mato está alto, as lixeiras quebradas e as calçadas esburacadas. Catadores abrem os sacos no fim da tarde e espalham o lixo em busca de latas. A diferença para o ‘além minhocão’ ou seja a parte de cima – Higienópolis – é gritante. Basta andar com o seu pet na parte de baixo e na parte de cima e constatar como as patas deles voltam, na parte de baixo, imundas”, descreveu Nancy Mouth.

Moradores reclamam de lixeira quebrada (Foto: Renata Okumura)

A Prefeitura Regional Sé informa que a varrição no local citado é realizada duas vezes por dia. As demais reclamações pontuadas deverão passar por avaliações na próxima semana, inclusive para verificar em qual ponto a tampa de boca de lobo está danificada. “Sobre a má conservação das calçadas, a regional informa que não há registro recente na supervisão de fiscalização referente à Rua Barra Funda. Ressaltamos que identificamos, nos locais em questão, alguns pontos de descarte irregular, principalmente entulho despejado por carroceiros, resíduos que são retirados conforme plano de trabalho da Inova e prefeitura regional”, reforçou a nota.

A Autoridade Municipal de Limpeza Urbana (Amlurb) afirma que tem realizado trabalhos de conscientização ambiental com os munícipes da região, mas destaca que possui um Ecoponto próximo da Rua Sólon. A empresa fará verificação das lixeiras nos próximos dias para substituição.

“O descarte irregular desses materiais em vias públicas é passível de multa que pode chegar a mais de R$ 18 mil, conforme estabelece a Lei de Limpeza Urbana, nº13.478, além de ser considerado crime ambiental. A capital paulista conta com 1.500 unidades de Ponto de Entrega Voluntária (PEV), 98 Ecopontos e cerca de 150 mil unidades de lixeiras espalhadas pelas ruas, além do novo aplicativo, o ‘Limpa Rápido’, que permite acompanhamento em tempo real a localização dos caminhões de coleta seletiva e domiciliar”, finalizou o posicionamento.

Quer compartilhar alguma reclamação em seu bairro? Mande seu relato por WhatsApp (11) 9-7069-8639 ou para o email blitzestadao@estadao.com.

 

Mais conteúdo sobre:

Barra Fundalixoentulho