Iluminação precária e terrenos abandonados tiram sossego de moradores
As informações e opinões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Iluminação precária e terrenos abandonados tiram sossego de moradores

População relata ainda buracos nas calçadas e ausência da retirada de entulho de poda de árvores

Renata Okumura

09 Junho 2017 | 17h04

SÃO PAULO – Localizado na zona norte de São Paulo, Jardim Guapira é bairro residencial e bastante arborizado. Por lá, moradores se queixam da falta de iluminação que inibe as pessoas de saírem à noite. A reportagem da ‘Blitz Estadão’ esteve na região e constatou a ausência de postes de energia na Praça José Sanches que fica na Rua Dr. Luiz Nazareno de Assumpção.

Galhos e calçadas quebradas são obstáculos para pedestres (Foto: Renata Okumura)


“O bairro é tranquilo, mas está muito mal cuidado. Não existe um serviço de conservação”, reclamou a moradora Maria Luchesi. Quem caminha pela praça também encontra armadinhas: calçadas quebradas e galhos grandes de árvores. “As calçadas estão com buracos, o asfalto todo remendado, nas esquinas onde deveria haver um jardim há muito mato”, criticou a moradora.

Entulho de poda de matagal não é recolhido (Foto: Renata Okumura)

A limpeza no bairro também deixa a desejar. Em uma área verde nos arredores do Clube de Campo Associação Atlética Guapira, a reportagem encontrou entulho de poda de árvores. “Fizeram a poda, mas não recolheram as folhas”, reforçou Maria Luchesi.

Um morador da região desembolsa, em média, R$ 5 mil no pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de uma casa de 250 metros quadrados. Quem mora no Bairro da Jardim Guapira cobra melhorias.

Moradores do Jardim Guapira cobram iluminação pública (Foto: Renata Okumura)

Na Rua Garabed Gananian, altura do número 192, a reportagem encontrou um terreno abandonado que foi tomado pelo matagal e provoca medo na população dos arredores. O mesmo cenário foi observado na Rua Antonieta Altenfelder, perto do número 159. “Há proprietários que não limpam seus lotes e cooperam para o aparecimento de animais peçonhentos e insetos. Não existe fiscalização para obrigá-los a cumprir com as normas municipais. E tem terreno da prefeitura também”, afirmou uma das moradoras da região.

Munícipes cuidam de terreno abandonado (Foto: Renata Okumura)

Desanimados em cobrar ações do serviço público, munícipes tiveram a iniciativa de zelar por alguns locais do bairro. Na Rua José Pires de Oliveira, altura do número 123, um terreno vazio é cuidado por moradores. Quem olha nem imagina que o local estava abandonado, diante dos cuidados que o atual jardim recebe.

Moradores reclamam de terrenos baldios (Foto: Renata Okumura)

Em nota, o Departamento de Iluminação de São Paulo (ILUME) informa que a equipe compareceu às ruas que ficam à volta da Praça José Sanches e realizou a manutenção e serviços. Lâmpadas públicas foram instaladas na Rua Henrique Armbrust, na Rua Dr. Luiz Nazareno de Assumpção e na Rua Dr. José Camargo Aranha.

A Prefeitura Regional Jaçanã/Tremembé também se posicionou: “Em 29 de abril foi feita uma grande ação de corte de mato  e roçagem nos locais citados, no Jardim Guapira. A Prefeitura ressalta que estes endereços serão novamente avaliados e entrarão na programação de atividades”, concluiu a nota.

Quer compartilhar alguma reclamação em seu bairro? Mande seu relato por WhatsApp (11) 9-7069-8639 ou para o email blitzestadao@estadao.com.

Mais conteúdo sobre:

Jardim GuapiraIluminaçãoentulho
0 Comentários