Em três dias, quase 180 são detidos no Rio por urinar na rua

Estadão

06 Março 2011 | 13h48

Ao menos 178 pessoas foram detidas por urinar na rua desde o início do carnaval no Rio de Janeiro, na sexta-feira, 4. Entre elas, há mulheres e estrangeiros. Os flagrantes estão sendo feitos pelos agentes da Secretaria Especial da Ordem Pública (Seop), que fazem parte da operação “Choque de Ordem.”

Só neste domingo, 6, durante o desfile do bloco Cordão do Boitatá, no centro da capital carioca, foram detidas 38 pessoas até o último balanço divulgado. À tarde, durante o desfile do Simpatia É Quase Amor, em Ipanema, até as 17h50, dez mijões foram conduzidos para a 14ª DP (Leblon).

Desde o início da operação, no pré-carnaval, foram flagrados por volta de 500 “mijões”, segundo informações da prefeitura do Rio. Durante a fiscalização, também foram rebocados 108 veículos e 123 multados por estacionamento irregular em vários pontos da cidade onde acontecem desfile de blocos de carnaval.


Lixo. A Companhia Municipal de Limpeza Urbana do Rio de Janeiro (Comlurb) retirou 30,38 toneladas de lixo após a passagem dos três maiores blocos que desfilaram no sábado, 5. Os foliões do Cordão da Bola Preta deixaram 16,38 toneladas pelas vias do centro. A Banda de Ipanema deixou aproximadamente oito toneladas de lixo pelas vias públicas da zona sul da cidade e o bloco Empurra Que Pega, no Leblon, acumulou seis toneladas. (Pedro da Rocha, da Central de Notícias)

Atualizado às 20h

Mais conteúdo sobre:

bloco de ruamijõesRio