Homenagem da Vai-Vai a maestro emociona o público

Estadão

05 Março 2011 | 07h21

[galeria id=267]

Sob a regência do maestro João Carlos Martins, a Vai-Vai, penúltima escola a entrar na avenida na primeira noite de desfiles das escolas de samba, levantou o sambódromo do Anhembi, em São Paulo. Mesmo com o dia amanhecendo, os sambistas conseguiram contagiar o público, que se emocionou com a homenagem ao maestro. A escola entrou na avenida às 6 horas.

A escola da Bela Vista usou a figura do pianista para homenagear a música clássica. Ele é considerado referência no mundo da música erudita, principalmente pelos seus trabalhos de interpretação da obra do compositor alemão Johann Sebastian Bach.

A escolar levou para a avenida fantasias e alegorias luxuosas, alas coreografadas e uma bateria que empolgou o público com suas paradinhas. No final do desfile, o maestro revelou que chorou durante toda a apresentação. “Regi o tempo todo chorando”, contou. Ele revelou também que a emoção vivida no sambódromo foi tão forte quanto a emoção de reger o hino brasileiro no Carnegie Hall, em Nova York.

A tradicional escola paulistana, embora tenha o slogan de “escola do povo”, foi uma das que mais levou celebridades para o Anhembi. Entre os famosos, estão os garotos da banda Restart, a cantora Maria Rita, madrinha da bateria, a apresentadora Ana Hickman, e o campeão mundial pela seleção brasileira Cafu. (Daiene Cardoso)

Acompanhe aqui as fotos da festa. Direto do Anhembi, a reportagem do Estadão.com.br segue os melhores lances da folia pelo Twitter @metropole_oesp. Siga!

Confira o samba-enredo da Vai-Vai:
A Música Venceu
Feliz da vida lá vem o Bexiga
Exemplo de comunidade
A Música Venceu
O dom é luz que vem de Deus
Da emoção Vai-Vai resplandeceu

Dos céus, em um cortejo divinal
Os deuses da inspiração
Lançam talento a um mortal
Um ser abençoado, que hoje brilha neste carnaval
As sinfonias de Bach regeram seu destino
Orgulho brasileiro
Jovem pianista genial
Em “preto-e-branco” sucesso internacional

Na sua fé, resistiu !!!
E a dor da adversidade, suplantou !!!
Com muita garra e amor

E assim, na sua força de superação
Buscou a verdadeira vocação
Um novo incidente o quis derrubar
Mas com maestria se pôs a lutar
Por seu ideal
Luz da Ribalta que jamais se apagará (se apagará)
E ao som de “Bravos e Aplausos”
A Saracura agora vem cantar

Mais conteúdo sobre:

São PauloVai-VaiSão PauloVai-Vai