Yom Hashoah – nenhuma tinta reescreverá a história

      Max Planck costumava dizer que uma tese estaria condenada quando não houvessem mais pessoas dispostas a defende-la. Neste sentido é possível afirmar que mesmo se todas  as teses estivessem proscritas, o dia de lembrança das vítimas do holocausto nazista sobreviveria. Por decurso de prazo ou déficit de defensores a história do holocausto … Continue reading Yom Hashoah – nenhuma tinta reescreverá a história