Biografia da Elis não merece o Jabuti :(

Biografia da Elis não merece o Jabuti :(

Edmundo Leite

25 Outubro 2016 | 07h20

Antes de mais nada, uma desqualificação necessária: o livro objeto desse post tem meu nome nos agradecimentos, o autor é meu amigo e trabalha no jornal que abriga este blog. Dito isso, vamos lá:

O livro “Elis Regina – Nada Será Como Antes“, escrito pelo jornalista Julio Maria não está selecionado entre os 10 finalistas da categoria Biografia do 58º Prêmio Jabuti, o principal prêmio literário do País.

Lançado pela Editora Master Books, o livro sobre a maior cantora da história do Brasil é um grande sucesso de vendas e de crítica desde que chegou às livrarias no ano passado e já ganhou o prêmio de melhor biografia da APCA – Associação Paulista dos Críticos de Arte.

A ausência do livro da lista do Jabuti é como se um filme premiado no Globo de Ouro sequer concorresse ao Oscar. Acontece. Mas é difícil de explicar. Soa injusto. E Julio deve estar sentindo no coração a mesma angústia que muitos artistas consagrados e populares das mais diversas áreas sentem quando suas obras são ignoradas pelos prestigiados cadernos de cultura dos jornais.

O fato de o livro ter vencido um prêmio não obriga a também ser premiado – e sequer indicado – em outro. E, claro, ninguém pode ter lugar cativo num negócio desse. Mas a nova biografia de Elis Regina não estar na lista de finalistas certamente levanta questões sobre os critérios de escolha do júri.

Indignados, os editores do livro vão à Câmara Brasileira do Livro nesta terça-feira, 25/10, conversar com os organizadores do prêmio. Dificilmente, creio, conseguirão alguma coisa. Os jurados deram notas maiores aos demais concorrentes e pronto. Difícil derrubar um argumento desse sem algum fato concreto que desabone a escolha dos três jurados da categoria. A apuração pública que definirá o vencedor de cada categoria do prêmio Jabuti entre os 10 títulos indicados acontecerá dia 11 de novembro.

O Nobel de literatura para Bob Dylan taí fresquinho na boca do povo para nos lembrar que decisões por júri sempre dão margens para polêmicas, por mais que se estabeleçam critérios objetivos.

Seguindo os critérios reproduzidos abaixo, três jurados escolheram os seguintes livros – listados logo mais em ordem alfabética – entre as melhores biografias do ano.

criterios-biografia-jabuti
Quem sabe se daqui algum tempo, depois de lermos todos esses livros com afinco, como devem ter feito por nós os três jurados com todas as obras inscritas, cheguemos à conclusão de que o júri do Jabuti na categoria biografia estava certo e havia mesmo dez livros melhores que Elis Regina – Nada Será Como Antes naquele longínqüo 2016.

Os 10 + do Jabuti 2016 – categoria biografia

# Abilio – Determinado, Ambicioso, Polêmico – Autor: Cristiane Correa – Editora: Primeira Pessoa

abilio-capa

# Angela Maria: Biografia – Autor: Rodrigo Faour – Editora: Editora Record

angela-maria-capa

# D. Pedro: a História Não Contada – Autor: Paulo Rezzutti – Editora: Editora Leya

dom-pedro-capa

# Geraldo Vandré: Uma Canção Interrompida – Autor: Vitor Nuzzi – Editora: Kuarup

vandre-capa

# Histórias de Meu Avô Tristão, a Biografia de Alceu Amoroso Lima – Autor: Xikito Affonso Ferreira – Editora: Azulsol Editora

tristao-capa

# Júlio Mesquita e Seu Tempo – Autor: Jorge Caldeira – Editora: Mameluco Edições e Produções Culturais

julio-mesquita-capa-2

# Luiz Carlos Prestes – Autor: Anita Leocadia Prestes – Editora: Boitempo Editorial

luis-carlos-prestes-capa

# Mário de Andrade: Eu Sou Trezentos: Vida e Obra – Autor: Eduardo Jardim – Editora: Edições de Janeiro

Layout 1

# Tancredo Neves: a Noite do Destino – Autor: José Augusto Ribeiro – Editora: Civilização Brasileira

tancredo-neves-a-noite-do-destino-capa-2

 

# Todo Aquele Imenso Mar de Liberdade – a dura vida do jornalista Carlos Castello Branco. Autor: Carlos Marchi – Editora: Editora Record

Todo-aquele-imenso-mar-de-liberdade-capa

> fora da disputa

42864495

0 Comentários