1. Usuário
Assine o Estadão
assine
quarta-feira 10/02/16 12:58

Receita contra a preguiça

receita-contra-preguiça

Chegada a quarta-feira de cinzas é hora de voltar à labuta. Ainda que em muitos lugares vigore aquela lei não escrita que a volta ao trabalho é só ao meio-dia, é difícil para muita gente. Para estes, seguem as recomendações de um menino de sete anos lavradas em um bilhete para a sua mãe no caso de

Ler post
quarta-feira 20/01/16 18:50

Retrato da crise

retrato-da-crise-edmundo-leite-blog-estadao

Lojinha de sapatos no terminal Barra Funda de trens, metrô e ônibus, em São Paulo, usa a crise econômica como chamariz para vendas: Em outro ponto do transporte público de São Paulo, as esteiras que ligam as linhas amarela e verde nas estações Paulista e Consolação do Metrô, anúncio de uma faculdade também menciona a crise,

Ler post
quarta-feira 06/01/16 20:33

Fora, máscara do Cunha!

eduardocunhadidasampaioestadao

Que o deputado Eduardo Cunha tem várias faces, dependendo da situação, todo mundo sabe. Dependendo do ângulo ou do estado de espírito em que foi fotografada, qualquer pessoa pode parecer outra, irreconhecível. Algumas das várias faces do presidente da Câmara dos Deputados podem ser vistas na sequência abaixo feita pelo premiado fotógrafo do Estadão Dida Sampaio.

Ler post
quarta-feira 05/08/15 15:58

Empresa testa máquina de doces em ônibus

maquina-de-doce-onibus-1

“Eu podia estar roubando, matando… mas estou aqui vendendo esses doces…” Em vez da popular frase usada por alguns vendedores no transporte público, passageiros da linha 209-P (Pinheiros-Terminal Cachoeirinha) foram surpreendidos nesta semana por uma oferta diferente de chicletes, chocolates e outras guloseimas: uma máquina automática de venda de doces. Na vitrine, logo depois da catraca, cinco opções a

Ler post
quarta-feira 10/06/15 21:42

STF repudia censura, mas biógrafo ainda é tratado como bandido

Foi bonito, foi. Foi bonito de ver os ministros togados do Supremo Tribunal Federal em unanimidade repetir literalmente em suas falas aquilo que Raul Seixas já cantava nos tempos de censura da ditadura militar. “O homem tem direito de pensar, de pensar o que quiser, de dizer o que quiser, de escrever o que ele

Ler post
quarta-feira 18/03/15 17:05

Estado islâmico do rock condenou Restart

Restart

Roqueiros que fazem sucesso com a mulherada sempre foram desprezados pelo público masculino do rock. De Elvis Presley a Paul McCartney (individualmente e junto com os próprios Beatles), de Peter Frampton ao Marron 5, de Paulo Ricardo a Dinho Ouro Preto, não são poucos os ídolos do rock que tiveram seus méritos musicais desvalorizados por

Ler post
quinta-feira 20/11/14 07:00

Precisaria o jornalismo de uma cota racial?

54a turma de trainees

As imagens abaixo mostram duas turmas dos cursos de jornalismo promovidos pelos dois maiores jornais do País: Estadão e Folha. Em comum nas duas fotos, além de uma geração de profissionais que em breve se destacará no noticiário (como tem acontecido com muitos dos que passam por esses cursos), a ausência total de negros entre

Ler post
quinta-feira 22/08/13 17:58

Por um novo jeito de dar o número do celular

gabrieltelefone

Com o acréscimo de um dígito nos números de telefones celulares se expandindo, uma pequena mudança de comportamento lingüística talvez seja necessária: mudar a maneira como falamos o número de nossos celulares. Em vez de duas sequëncias de números, como fazemos atualmente 9 8765-4321 Dividir o número em três seqüências de três 987-654-321 Aqui em

Ler post
quarta-feira 27/02/13 14:32

A rebelião do Corinthians contra a carteirada

Acuado com a punição de jogar sem torcida na Libertadores depois da morte de um jovem torcedor adversário na Bolívia, o Corinthians partiu para cima da imprensa comunicando que impediria os repórteres de acompanhar a partida contra o Millonarios no Pacaembu, já que a Confederação Sul-Americana de Futebol determinou que o jogo fosse disputado com

Ler post
sábado 09/02/13 16:25

Os responsáveis pelas pequenas tragédias somos nós

estadaonoite_capa_2013.02.08

Com a morte de 238 pessoas num incêndio numa casa noturna no interior do Rio Grande do Sul, o clamor público por uma maior fiscalização de estabelecimentos comerciais e regras mais rígidas para a concessão de licenças de funcionamento tomou conta das discussões, reportagens e debates sobre o assunto. O desaparecimento repentino de tantos jovens

Ler post