‘Estadão Notícias’: Senadoras que ocuparam a mesa diretora quebraram o decoro, afirma especialista
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Estadão Notícias’: Senadoras que ocuparam a mesa diretora quebraram o decoro, afirma especialista

Gustavo Lopes Alves

12 Julho 2017 | 06h01

O governo Michel Temer obtém uma vitória e consegue aprovar a reforma trabalhista no Senado por 50 votos a 26. A sessão foi marcada por muita confusão após um grupo de parlamentares impedirem o presidente da Casa, Eunício Oliveira (PMDB-CE), de abrir a sessão. As senadoras só liberaram a mesa diretora no começo da noite desta terça-feira. Para o Especialista em Direito Constitucional, Luiz Felipe Panelli, as parlamentares podem ser punidas pela atitude. Ouça no player abaixo.

A relação entre o presidente Michel Temer e o presidente da Câmara Rodrigo Maia (PMDB-RJ) anda estremecida, por isso eles querem acabar com a rede de intrigas que se formou sobre uma possível saída de Temer e entrada de Maia no cargo mais alto do executivo brasileiro.

Já o Senado vai sabatinar, nesta quarta-feira, a escolhida pelo presidente Michel Temer, Raquel Dodge, que substituirá Rodrigo Janot na Procuradoria-geral da República. Para o especialista em Processo Penal, Levy Magno, não haverá uma mudança significativa nos trabalhos do órgão com a nova titular da PGR.

Para participar do programa com sua sugestão ou opinião, mande um email para: podcast@estadao.com