As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Estadão Notícias’: Vaquinha virtual vai conseguir engajar o eleitor?

Emanuel Bomfim

15 Maio 2018 | 05h58

A partir desta terça-feira, 15, os pré-candidatos podem utilizar oficialmente o “crowdfunding” como meio para arrecadar fundos para as campanhas eleitorais. A nova regra entrou na última reforma eleitoral, aprovada no ano passado no Congresso. Apenas empresas especializadas e homologadas junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) poderão ofertar a ferramenta. Ao menos dez já cumprem todos os requisitos. Tanto as campanhas quanto as empresas precisam seguir à risca uma série de normas, como não gastar os recursos obtidos exclusivamente pela internet até o início oficial da campanha, em 15 de agosto.

Mais do que permitir uma nova modalidade para angariar recursos, a questão de fundo que se coloca é: a vaquinha online poderá mesmo engajar o eleitor? Segundo o advogado especializado em Direito Eleitoral Alberto Rollo, a raiz desta novidade tem como referência a democracia norte-americana. Ou seja, são os doadores individuais que financiam as campanhas. Não há dinheiro público envolvido. Para Rollo, a meta seria idêntica no Brasil: provar que a democracia pode depender apenas das convicções e da mobilização dos cidadãos. Sem a necessidade de investimento público.

 

“Quem sabe com alguns anos para frente a gente deixe de gastar dinheiro público com a eleição, com candidatos, e passe a gastá-lo onde ele realmente é importante. E, ao mesmo tempo, conseguir atrair o eleitor, o cidadão, para financiar a campanha e o candidato em que ele acredita”, analisa. Ouça a entrevista completa no player acima.

 

Confira ainda nesta edição uma análise da convocação da seleção brasileira pelo técnico Tite para a Copa do Mundo na Rússia.

 

Você pode participar com sugestões e comentários em nossa produção de podcasts. Aguardamos o seu e-mail no seguinte endereço: podcast@estadao.com.

 

AGORA ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!

Os podcasts do Estadão acabam de ganhar um novo canal de distribuição: o serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

 

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!

O ‘Estadão Notícias’ é um dos poucos podcasts disponibilizados na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.