1. Usuário
Assine o Estadão
assine
segunda-feira 02/03/15 07:32

Por que algumas pessoas estão odiando a imprensa

Ilustração da primeira sede do Estadão, um sobrado da rua do Palácio, atual rua do Tesouro, no centro de São Paulo: depois de 140 anos, o jornal continua vivo - Imagem: reprodução

Recentemente o Brasil 247 retirou parte de uma conversa de Rodrigo Mesquita do contexto e, a partir dela, publicou “Herdeiro do Estadão: os jornais estão mortos“. Não discutirei o sensacionalismo barato do post, mas me preocupou muito a longa cadeia de comentários destilando um enorme ódio contra a imprensa e seus principais veículos. Algo na

Ler post
segunda-feira 02/02/15 02:11

Por que não temos um “Netflix de revistas e jornais”?

Foto: Andrew Smith/Creative Commons

Cansei de ouvir de executivos de empresas de comunicação que os negócios vão mal porque as pessoas não querem mais pagar por conteúdo. Isso é desculpa de quem não consegue ou não quer transformar seu produto para o novo mercado, pois acontece exatamente o contrário: as pessoas nunca pagaram tanto por conteúdo. Basta ir aos

Ler post
segunda-feira 19/08/13 07:49

A falta de inovação do Mídia Ninja

Bruno Torturra e Pablo Capilé, no Roda Viva do último dia 5 - Foto: Reprodução

  Desde as megamanifestações que sacudiram o Brasil em junho, muito se fala sobre o Mídia Ninja, um grupo de jornalismo que tem sido incensado como revolucionário em seus formatos editoriais e de financiamento. Cheguei até a ter a esperança de que a cambaleante “mídia tradicional” poderia aprender algo com eles. Mas acabei concluindo que,

Ler post
quarta-feira 07/08/13 08:24

O que Jeff Bezos quer com The Washington Post

Jeff Bezos, fundados e CEO da Amazon, que acaba de comprar The Washington Post - Foto: Steve Jurvetson/CC

  A semana começou com uma notícia que sacudiu a indústria de mídia. Na segunda, The Washington Post, um dos mais respeitados jornais do mundo, anunciou sua venda (juntamente com toda a unidade de jornais da empresa) para Jeff Bezos, criador e CEO da Amazon. Mas, desde então, apesar de inúmeras reportagens e artigos sobre

Ler post
domingo 14/04/13 23:46

Mais um round entre a mídia míope e o futuro

Logos da Rede Globo em 1965 e hoje

  Os profissionais dos diferentes veículos das Organizações Globo estão proibidos de colocar links nas fan pages dos próprios veículos no Facebook. Continuam fazendo chamadas, mas nada de link, apenas frases toscas como “Leia a reportagem no site de ÉPOCA”. O G1 radicalizou: usa uma imagem padrão agrupando indiscriminadamente seus títulos, três a três, sem

Ler post
terça-feira 04/12/12 17:32

Por que The Daily não deu certo

Imagem: reprodução

Já não espanta mais ninguém o anúncio de um jornal centenário deixar de circular: a crise da mídia impressa se arrasta há anos (ontem The New York Times confirmou que iniciará um pacote de demissão voluntária). Mas hoje foi noticiado o encerramento de um jornal totalmente digital, isso sim algo menos comum. E não é

Ler post
segunda-feira 03/09/12 14:27

Ainda sobre a cobrança pelo conteúdo

Foto: divulgação

Depois de meu post anterior, alguns colegas argumentaram comigo sobre a importância de se cobrar pelo conteúdo jornalístico. Concordo, mas não vejo com bons olhos a maneira como esse debate vem acontecendo. Essa campanha , patrocinada principalmente pelos jornais, é vazia, pois se apoia em uma premissa falsa. Portanto vale a pena retomar o assunto

Ler post
quinta-feira 30/08/12 22:37

Depois do “paywall”, o “freewall”

Imagens: reproduções

Desde que o The New York Times lançou, em março do ano passado, o seu “paywall”, os jornais elegeram esses sistemas de controle de cobrança pelo seu conteúdo digital como a tábua de salvação de sua indústria em forte declínio. Não falam de outra coisa, como uma criança que encontrou antes da hora um presente

Ler post
sexta-feira 27/07/12 01:51

O fim dos jornais

Homem olha jornais expostos em uma banca argentina

Há alguns dias, enquanto almoçava com colegas, a decisão da Folha de S.Paulo de restringir, desde o dia 21 de junho, o conteúdo de seu site a assinantes virou assunto. As opiniões eram praticamente unânimes: a novidade representaria um enorme erro, fruto de falta de visão e desespero pela incapacidade de se adaptar às mudanças

Ler post