O solista esquizofrênico

Claudia Belfort

09 Novembro 2009 | 11h49

Sábado passado fui assistir O Solista  (trailer). Baseado no livro homônimo de Steve Lopez (Robert Downey Jr.), colunista do Los Angeles Times que conhece Nathaniel Ayers (Jamie Foxx), sem-teto e esquizofrênico. Ayers  tocava um violino com apenas duas cordas aos pés de uma estátua de Bethoven,  a música chamou atenção do jornalista que viu no personagem boas histórias para sua coluna, mas esse foi apenas o começo de um drama real, esclarecedor e comovente.

Além da forte interpretação de  Foxx, o filme põe luz em aspectos que pouco aparecem quando se fala da esquizofrenia, doença que afeta 24 milhões de pessoas no mundo, de acordo com dados da Organização Mundial de Saúde.  Estão lá, além das alucinações, das vozes, da fala acelerada em frases sequenciadas porém confusas,  amizade,  amor, carência,  aspectos que humanizam o que já é humano.

A rede de TV norteamericana CBS entrevistou Lopes e Ayres. Você pode assistir a entrevista em inglês aqui.

Mais conteúdo sobre:

Livrostranstorno psiquiátrico