1. Usuário
Assine o Estadão
assine
sexta-feira 24/10/14 21:04

Briga de torcidas

A TV Globo pediu reforço de policiamento em torno do Projac horas antes do início do debate.

 

A Mancha Dilma e a Gaviões do Aécio estavam marcando pelo Facebook confronto entre as facções adversárias lá pelas bandas de Jacarepaguá!

sexta-feira 24/10/14 13:24

Freud explica

Tutty.blog.freud

Lula tem pelo menos um bom motivo para chamar Aécio de “filhinho de papai”:

 

Inveja!

 

O ex-presidente, como se sabe, sempre foi muito mais filho da mãe, dona Eurídice.

sexta-feira 24/10/14 11:13

Covardia

É quase unanimidade na bolsa de apostas da TV Globo o prognóstico de que, quando enfim saírem no tapa ao vivo na bancada do ‘Jornal da Globo’, Christiane Pelajo vai embolachar o William Waack.

 

Já reparou como a apresentadora está forte!

sexta-feira 24/10/14 06:58

Fetiche da corrupção

Em defesa da doleira condenada esta semana a 18 anos de cadeia por evasão de divisas, deve-se ponderar que uma mulher capaz de esconder 200 mil euros na calcinha deve ter lá seu valor.

 

Ou não!

sexta-feira 24/10/14 02:01

Faz sentido

Queda do desemprego em setembro pode ter a ver com a contratação recorde de cabos eleitorais para compensar a deserção das militâncias partidárias da campanha.

sexta-feira 24/10/14 00:02

Síndrome do pânico político

Tutty.blog.ambulancia

Os psicanalistas – ô, raça! – devem estar adorando! Nove entre dez adeptos do divã deixaram um pouco de lado o lenga-lenga de suas vidinhas confortáveis para gastar, além de algo entre R$ 250 e R$ 500, pelo menos metade dos 50 minutos da sessão falando de suas neuras políticas. Tem gente que, temendo ficar acuada no debate, diz pro marido tucano que “agora é Aécio”, troca e-mails de apoio à Dilma com a melhor amiga petista e sempre acompanha o voto do motorista de táxi que puxar o assunto eleições.

 

Tem gente que, contaminada pelo ódio da polarização política, acabou com o namorado, mandou o chefe praquele lugar e quase saiu no tapa com um desconhecido no ponto de ônibus, ofendido pelo grito parado no ar contra sua opção de voto, seja ela qual for.

 

Tem gente que, sem se dar conta da própria transformação, assume alternadamente o discurso aecista ou dilmista, dependendo do ambiente predominante que o cerca. É o que os psicanalistas chamam de eleitor bipolar.

quinta-feira 23/10/14 14:17

Experimenta só!

Se você não acredita que seja possível tirar o Geraldo Alckmin do sério, experimente chama-lo de ‘Pai do Volume Morto’.

 

O governador vira bicho!

 

Depois não digam que não avisei!