A cunhada do tesoureiro

A cunhada do tesoureiro

Tutty Vasques

02 Dezembro 2014 | 00h03

Tutty.blog.corruptoEx-mulher de deputado a gente encontra a torto e a direito – mais a torto que a direito – no noticiário político: a última foi, salvo engano, a que gravou o peemedebista carioca Rodrigo Bethlem falando de suas contas na Suíça. Irmão de ministro também é muito comum de se flagrar enrolado na cobertura de escândalos financeiros, taí a Lava Jato que não me deixa mentir.

 

O que há de novo nessa grande ‘famiglia’ é o surgimento da ‘cunhada do tesoureiro’, no caso a irmã da mulher do petista João Vaccari Neto, no esquema do leva e traz da grana. Nem no tempo de Delúbio Soares no cargo ‘cunhada do tesoureiro’ virou notícia!

 


Pode dar um Google pra confirmar: ‘cunhada de tesoureiro’ conhecida só existe uma, a do Vaccari. Se você procurar por ‘cunhada do Delúbio’, encontrará apenas a citação da “célebre expressão ‘cunhada’ por Delúbio Soares: recursos não contabilizados”, mas isso não tem nada a ver com grau de parentesco, apesar da semelhança com caixa 2.