A ditadura dos gordinhos!

Tutty Vasques

16 Abril 2013 | 00h02

reproduçãoreproduçãoDiferenças ideológicas à parte, o poder de liderança dos gordinhos com cara de bobo na Península Coreana talvez seja o traço de identidade mais resistente às divisões regionais dos últimos 60 anos. O ditador Kim Jong-un e o rapper Psy continuam, cada um a seu modo, balançando a pança e comandando as massas nos dois lados da fronteira.

Para alguns observadores independentes da cena pop internacional, a histeria coreográfica da multidão de sul-coreanos reunidos em estádio no último sábado para o lançamento de ‘Gentleman’ – música sucessora do fenômeno ‘Gangnam Style’ no Youtube – é quase tão assustadora quanto a mobilização popular para a guerra comandada em praça pública pelo atual líder da dinastia Kim.

As fardas militares de um nada têm a ver com os figurinos de paetês do outro, mas, se trocarem de roupa, o público talvez não perceba a diferença pelo physique du rôle comum ao rapper e o presidente.

Os dois não levam o menor jeito para as atividades que exercem e, no entanto, chamam muito mais atenção no noticiário que Ban Ki-moon, o sul-coreano da ONU que, apesar da cara de bobo, é magro demais para fazer sucesso neste mundo.