Advogado do diabo

Tutty Vasques

28 Julho 2011 | 02h16

É preciso dar um desconto às penas imputadas ao jovem goleiro do Sport Recife que, num ataque de fúria desmedida, deu aquela voadora pelas costas num adversário vascaíno em torneio de futebol de juniores.

Demitido pelo clube, esculachado por toda a imprensa, pré-condenado a 6 meses de suspensão na justiça desportiva – até aí tudo bem -, ainda corre o risco de ir em cana por tentativa de homicídio.

Peralá!

O moleque não é nenhum Bruno, embora jogue na mesma posição!