Calce já sua chuteira!

Tutty Vasques

12 Julho 2011 | 02h02

Não tem sido tarefa fácil torcer pelo Brasil, mas, justiça seja feita, a esperança em Neymar, Ganso & Cia é o que resta ao torcedor brasileiro após o fim de semana trágico para Giba, Marta e suas respectivas companhias. Não somos, pelo menos momentaneamente, o país do vôlei masculino ou do futebol feminino, como supunha o noticiário até o último domingo.

No mais, Felipe Massa e Rubinho Barrichello – quinto e 13º no GP da Grã-Bretanha – já nem contam nesse jogo da autoestima nacional no mundo dos esportes. Não dói nada vê-los perder!

Da mesma forma que ninguém – à exceção talvez de Fernando Meligeni, que é meio argentino – vibrou com a vaga conquistada pelo tênis brasileiro na repescagem da Copa Davis.

Cá pra nós, quase tão entediante quanto a má performance dos rapazes do tênis e da Fórmula 1, a rotina de vitórias de nossas duplas de vôlei de praia também já não desperta emoção nas arquibancadas. Se ganhamos sempre, que graça tem?

Moral da história:

Ainda que amanhã seja Jádson, Fred e mais nove, o brasileiro não tem nada melhor para torcer fora da Copa América. Vamos lá, gente: “Brasil (fiu-fiu-fiu), Brasil (fiu-fiu-fiu)…!”