Coisa de criança!

Tutty Vasques

09 Abril 2013 | 00h02

ilustração pojucanLá no subúrbio onde fui criado, quando dois garotos se desentendiam no meio da pelada, aparecia sempre um amigo da onça para cuspir no chão e desafiar os valentões: “Quem pisar primeiro xinga a mãe do outro!” Era o empurrãozinho que faltava pro pau quebrar no campinho do bairro!

Mal comparando, encontra-se mais ou menos neste pé a iminência de conflito armado na Península Coreana: Kim Jong-un estaria só esperando que alguém cuspa perto dele para começar a guerra.

Não precisa nem tanto, adverte Pyongyang! Basta uma bala perdida, um “tiro n’água” – expressão que antigamente definia má pontaria – no lado norte-coreano do Mar do Japão para dar início à batalha naval do século.

Parece brincadeira, mas o risco nuclear que se arrasta na Ásia pode se concretizar a partir de “um erro de cálculo” qualquer, ainda que cometido sem a intenção de atacar a mãe de ninguém.

Sorte do planeta que os chineses, velhos camaradas da dinastia Kim, cresceram e já não cospem no chão quando vizinhos ameaçam sair no tapa por causa de uma bola dividida qualquer no campo da política.

Tomara que Pequim consiga acalmar o gordinho brigão de Pyongyang!