E Nabokov, não vai nada?

Tutty Vasques

03 Julho 2013 | 02h48

REPRODUÇÃONove a cada 10 intelectuais brasileiros a caminho da Flip 2013 só pensam naquilo: o que dizer de original sobre Nabokov que possa impressionar Lila Azam Zanganeh?

A bela e festejada escritora franco-iraniana radicada em Nova York está chegando a Paraty para falar – ela é fluente em sete línguas – de seu ensaio biográfico sobre o autor de ‘Lolita’. Vai dar um trabalho danado leva-la pra tomar sorvete.

Musa literária deste porte em 11 anos de Flip só em 2011, quando a argentina – ninguém é perfeita! – Pola Oloixarac desfilou pelas tendas seu impressionante currículo de escritora, pin-up, surfista e marxista de direita. Resultado: não rolou nada, além de muitas topadas, com o bando de literatos que a seguia pelos caminhos de pedra do lugar.

Não deve ser muito diferente agora com Lila Zanganeh! Intelectual não sabe muito como lidar com mulher bonita e inteligente ao mesmo tempo. Uma dica: quem tentar puxar papo sobre Nabokov pensando naquilo vai quebrar a cara!