Empreiteiros – ô, raça!

Tutty Vasques

19 Abril 2012 | 02h50

reproduçãoNo ranking de piadas sobre categorias profissionais demonizadas, aqui no Brasil eles só perdem, salvo engano, para os advogados. Sabe aquela da promessa que, por falta de empreiteiros no céu, Deus não conseguiu cumprir? A da ponte que Ele faria meio a meio, em convênio com o diabo, para a troca de almas penadas com o inferno – lembrou agora?

Tem aquela outra do empreiteiro brasileiro que, numa concorrência internacional, justifica sem rodeios ao contratante o preço três vezes maior que os da concorrência: “Um terço é para você, um terço pra mim e um terço pra gente contratar a proposta mais barata!”

Mas tudo aquilo que você já ouviu em forma de anedota acerca de empreiteiros parece pouco perto da crônica que se escreve no noticiário atual sobre a Delta Construções.

Fernando Cavendish, dono do negócio, é aquele que diz em gravação “se eu botar 30 milhões na mão de um político, eu sou convidado para coisa pra cacete”.

Não é piada! A empreiteira está sendo investigada por evidências de ligação com o esquema de lavagem de dinheiro de Carlinhos Cachoeira.

Cavendish está tranquilo! De advogados, como se sabe, o inferno também está cheio!