1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Eu acredito nos piriris do Chuchu!

Tutty Vasques

26 agosto 2014 | 00:02

reproduçãoUm dia depois de ser acusado pelo concorrente Paulo Skaf de “governar sem tesão”, Geraldo Alckmin comeu alguma coisa que não lhe fez bem, mas uma coisa não tem, evidentemente, nada a ver com a outra. Todo ano eleitoral em SP é a mesma coisa: um baita piriri do tucano abre – ou fecha – oficialmente a campanha! A tal ‘infecção intestinal bacteriana aguda’ diagnosticada pelo incansável Dr. Uip não foi estratégia política do governador para fugir do debate de candidatos na Band!

Nada a ver, também, como suspeitam nas redes sociais, com a ingestão de água do volume morto da Cantareira! Está no DNA do Chuchu! Em 2010, Alckmin até conseguiu se segurar até o fechamento das urnas, mas, depois de eleito, baixou no Sírio-Libanês com uma indigestão daquelas. Pior foi a infecção alimentar que em 2008 levou o então candidato a prefeito a um pit stop no Incor. Salvou-se, na época, de um corpo a corpo na favela de Heliópolis, mas daí a supor que ele tenha amarelado, peralá!