Mentirosa como ela só!

Tutty Vasques

02 Outubro 2010 | 06h50

hjklO problema da nossa opinião pública – essa que o Lula diz que somos nós – é que o povo mente muito, em especial nas chamadas “pesquisas qualitativas”. Não faz por mal, mas, sempre que tem a chance de dizer alguma coisa além de “sim” ou “não”, “fulano” ou “beltrano”, o brasileiro falta descaradamente com a verdade para parecer um sujeito correto em tudo que faz. Repara só: todo mundo por aqui, quando entrevistado por um desses institutos, tem hábitos saudáveis, aspirações legítimas, comportamento equilibrado, horror à corrupção e fé. Algum hobby? “A leitura!” Da soma dessas mentirinhas, nasce a opinião pública nacional.

         Na atual campanha política, a danada criou a mística de que o eleitor está cansado de brigas, de troca de acusações entre candidatos, de baixarias políticas em geral. Não à toa, justamente para agradá-la, o debate de quinta-feira foi mediado pela ordem suprapartidária de, em nenhuma circunstância, provocar, cutucar ou esculachar o adversário. O resultado, todos viram, foi o confronto mais tedioso da era dos debates de presidenciáveis no Brasil. Teve marqueteiro que dormiu na platéia do Projac!