Mijões anônimos

Tutty Vasques

08 Março 2011 | 06h01

fhwseysLogo, logo eles estarão reunidos em irmandades como as de alcoólicos e narcóticos. Os Mijões Anônimos precisam, sobretudo, de ajuda! A despeito da falta de educação aparente no carnaval, a maioria faz xixi na rua por puro desespero. Quem já viu uma mocinha urinando entre dois automóveis não pode achar que ela faz isso por prazer. Tem gente que não consegue prender. Não adianta prendê-las!

Há uma conta que ninguém faz: se dividir a quantidade de latinhas de cerveja consumidas num determinado bloco pelo número de banheiros químicos disponíveis para seus foliões dá para imaginar o sufoco de quem vai com sede ao pote. Na boa: os responsáveis pela comercialização de bebidas nas ruas durante o carnaval deveriam garantir a eficiência da coleta sanitária decorrente, como acontece no serviço domiciliar de água e esgoto.

Outra solução alternativa à drástica proibição da venda de cerveja no carnaval seria a privatização dos banheiros públicos nos circuitos da festa de rua em todo o País. Tem muito “mijão” por aí que pagaria caro por um toalete vip no caminho do seu bloco. Pense nisso antes de crucifica-los!