1. Usuário
Assine o Estadão
assine


O bom da má notícia!

Tutty Vasques

08 novembro 2013 | 02:04

reproduçãoFlagrada na farra do dinheiro público no Rio, a família da Deborah Secco não está só! Tem os fiscais do ISS em São Paulo, o presidente afastado do Tribunal de Justiça da Bahia, os envolvidos na formação de cartel no metrô paulistano, a turma do mensalão, bem ou mal o Paulo Maluf, o próprio Eike Batista, enfim, há espertos de diversas matizes correndo riscos de pagar pelos seus erros no Brasil.

O problema é que tem tanta gente pegando onda em mar de lama por aí que, se for levada mesmo a sério a tarefa de depurar o País, a maré da pouca vergonha vai ganhar contornos de tsunami no noticiário. Como dizia Ary Barroso, “isso aqui, ô ô,” só vai tomar jeito depois que cada brasileiro tiver pelo menos um parente, um vizinho, um colega de trabalho, um artista de sua predileção e um(a) ex-amante pegos com a boca na botija nas manchetes de jornal.

Até lá, paciência! A má notícia que hoje nos embrulha o estomago pode ser a salvação da pátria amanhã ou depois.