O espetáculo do crescimento

O espetáculo do crescimento

Tutty Vasques

28 Novembro 2009 | 16h52

ILUSTRAÇÃO POJUCAN

ILUSTRAÇÃO POJUCAN

Já está quase tudo pronto – falta só definir o corte, testar o penteado e arrumar uma brecha na agenda do Lula – para a reinauguração dos cabelos naturais de Dilma Rousseff. É promessa de campanha da ministra largar a peruca “assim que o cabelo começar a crescer e ficar mais ou menos do tamanho de um corte masculino”. A hora é essa!

A ministra quer dar este presente de Natal a si própria e à equipe que cuida de sua imagem de candidata. Cá pra nós, tem todo direito de aproveitar o momento mais bonito da luta contra o câncer – o espetáculo do crescimento capilar pós-quimioterapia –, glória pessoal que, no caso, vai naturalmente ganhar as primeiras páginas de todos os grandes jornais do País. Não tem culpa ela se seus marqueteiros projetam para a ocasião o início da virada nas pesquisas, entre outras coisas, diga-se de passagem, por absoluta falta de recursos do principal adversário para promover algo parecido com seus cabelos.