O verão é inocente!

Tutty Vasques

18 Março 2011 | 06h45

Antes que as retrospectivas caiam de pau no verão que por aqui sai de cena de fininho no domingo, vale lembrar que o fim do mundo foi muito mais rigoroso este ano nos países que estão se despedindo do inverno. Ainda que as enchentes tenham nos castigado sobremaneira na temporada, o Sol é inocente: não é justo jogá-lo agora na lama para comemorar a chegada do outono.

Podia ter sido pior! Nos últimos três meses, o Brasil não comprou aviões de caça; o São Paulo não contratou David Beckham; Amy Winehouse não quebrou o hotel que a hospedou; o Adriano perdeu a carteira de motorista na operação Lei Seca; o caos aéreo fracassou em praticamente todo o País; pegaram a filha do Roriz; Cid Gomes foi sem a sogra aos EUA; o PT adiou a reintegração do Delúbio; saiu publicado o obituário do Sarney…

Ainda que Dilma não tenha convencido como cozinheira, tampouco Sandy como devassa, Ronaldo Fenômeno fez muito bem em parar de brigar com a balança, com a torcida, com a imprensa e com a bola. O final feliz do verão ficou por conta do reaparecimento, são e salvo, de Pinpoo, o cachorrinho extraviado há duas semanas no aeroporto de Porto Alegre. É, mal comparando, o fim do mundo cão!