Paul McCartney na Cidade de Deus

Tutty Vasques

22 Março 2011 | 06h11

sagsagÀs vésperas de sua apresentação no Rio de Janeiro, Paul McCartney está apavorado! “Será que também vão querer me levar na Cidade de Deus, caramba?” A comunidade só pensa nisso: se, a cada dois meses, uma grande personalidade internacional aparecesse por lá, em um ano a favela seria um lugar mais arrumado pra se morar sossegado.

Não que, por conta da visita de Barack Obama, muita coisa tenha mudado na paisagem, mas só de ver lixeiros, mata-mosquitos e tapa-buracos nas ruas, a galera de lá bateria palmas pra qualquer visita oficial.

Não é pra qualquer um! O Governo do Estado só leva de Madonna pra cima ao seu principal cartão postal: as comunidades pacificadas pela polícia, justo motivo de orgulho de todo o balneário. Se a visita é muito importante, não pode deixar de ver pobre vivendo em paz, tocando seu tambor, batendo sua capoeirazinha…

Melhor assim do que na época em que a Cidade Maravilhosa tentava tapar as favelas com out-doors à beira do caminho dos gringos. Para eles, diga-se de passagem, o programa é bem divertido, especialmente se não fizer muito calor durante a visita. Ou seja, o ex-beatle está apavorado à toa! Relaxa, Paul!