Pra boi dormir!

Tutty Vasques

09 Abril 2012 | 21h59

Raúl Castro está confuso! Tirado da cama na madrugada de ontem para saudar Hugo Chávez em Havana, o presidente cubano foi para o aeroporto sem saber ao certo se o colega bolivariano estava chegando ou partindo da ilha. “É para dizer oi ou tchau?” – perguntou a seu ajudante de ordens.

Com a frequência dos encontros – Chávez vai mais a Cuba que Lula ao Sírio Libanês –, o sucessor de Fidel já não tem mais assunto com o companheiro, tantas foram as vezes que recebeu ou se despediu dele este ano ao pé da escada do avião presidencial venezuelano.

“E o Bolívar, hein?!” – saiu-se com essa para quebrar o gelo no desembarque de ontem.

Se entre velhos camaradas é assim, imagina como devem ser sem graça encontros formais de chefes de estado com menos intimidade, tipo Dilma e Obama no Salão Oval da Casa Branca.

O papo pra boi dormir de ontem em Washington foi o terceiro tête-à-tête entre os atuais presidentes do Brasil e dos EUA, mas imagina a dificuldade do anfitrião em tabular uma conversa sobre “política monetária expansionista dos países ricos”, tema predileto da visitante quando está no exterior.

Restou a Obama mudar de assunto: “E o Lula, hein?!”