Que vergonha, meu Deus!

Tutty Vasques

25 Outubro 2007 | 10h59

Imagino que, a esta altura dos acontecimentos, o rabino Henry Sobel já tenha prestado solidariedade ao padre Júlio Lancelotti.

Quanto a nós, oremos!