Sandy: evasão de privacidade

Tutty Vasques

30 Julho 2011 | 06h49

Quem mais sofre na família quando Sandy sai do armário de boneca pra dizer coisas cabeludas em público é seu irmão, Júnior. Repara só! Toda vez que ela tenta quebrar sua imagem de moça certinha com declarações tipo “não sou mais virgem”, “falo palavrão”, “estou lutando boxe” ou “já tomei um pileque”, o testemunho do jovem baterista da família Xororó é evocado na repercussão que o assunto ganha na imprensa e, em especial, nas redes sociais. Agora mesmo, a propósito da entrevista da irmã à ‘Playboy’, especula-se por aí na maior sem-cerimônia se, a exemplo da Sandy, Júnior também acha “possível ter prazer anal”. Pode?

Não tem sido fácil pro cara se descolar da dupla. Bem mais rápido até que a irmã, ele venceu o estigma de cantor sertanejo tocando muito soul, funk, heavy metal e Jimi Hendrix em circuitos alternativos. Mas, não tem jeito, sempre que a Sandy cutuca o próprio karma com vara curta, Júnior volta a ser lembrado como o bom e velho irmãozinho dela. Invadem a privacidade do rapaz pela porta que a cantora escancara para evadir suas intimidades de mulher madura. Vão acabar brigando por causa disso!