Vexame Futebol Clube (resumo da ópera)

Tutty Vasques

23 Abril 2012 | 18h45

Bem fez o Flamengo que deu logo férias para sua torcida! O time só voltará a aborrecê-la a partir de 20 de maio, pelo Brasileirão! Palmeirenses e corintianos não terão a mesma sorte: ainda correm risco de eliminação na Copa do Brasil e na Libertadores, respectivamente.

Outra vantagem dos rubro-negros cariocas: hoje, Dia de São Jorge, é feriado no Rio, ou seja, ninguém precisou aturar a gozação indiscriminada dos colegas de trabalho.

O corintiano, por exemplo, já chegou na firma com o atraso regulamentar dos engarrafamentos nas marginais justificado pela gracinha de um tricolor qualquer com a macaca: “Está difícil passar pela ponte hoje, né queridão?”

O dia depois da derrota para a Ponte Preta só não foi inteiramente insuportável para o maior bando de loucos da capital graças à companhia de seus principais rivais no infortúnio do Paulistão.

O que seria do torcedor do Corinthians ontem não fossem os palmeirenses dividindo a zombaria generalizada no mundo da bola? No Rio, os flamenguistas caíram sozinhos na vala comum da gozação adversária!

De igual, cariocas e paulistas dividem a sensação de que o vexame está de bola cheia no futebol brasileiro.