Arte para cego ver e fazer

Arte para cego ver e fazer

Oficina ministrada por Marina Baffini apresentou a estudantes com deficiência visual técnicas para adaptação tátil de pinturas e outros trabalhos. Especialista em acessibilidade cultural, a artista é responsável pela reprodução de 12 obras expostas no Memorial da Inclusão até o dia 28 de março.

Luiz Alexandre Souza Ventura

27 Fevereiro 2018 | 12h33

IMAGEM 01: Oficina ministrada por Marina Baffini apresentou a estudantes com deficiência visual técnicas para adaptação tátil de pinturas e outros trabalhos. Especialista em acessibilidade cultural, a artista é responsável pela reprodução de 12 obras expostas no Memorial da Inclusão até o dia 28 de março. Legenda para cego ver: Imagem dupla. Do lado esquerdo, a artista Marina Baffini orienta os alunos que estão reunidos em três mesas. Do lado direito, destaque para um estudante que sorri enquanto segura um móbile tátil feito durante o curso. Ele tem cabelos curtos e escuros, e veste uniforme do Instituto Padre Chico (Crédito da foto: Divulgação).

IMAGEM 01: Oficina ministrada por Marina Baffini apresentou a estudantes com deficiência visual técnicas para adaptação tátil de pinturas e outros trabalhos. Especialista em acessibilidade cultural, a artista é responsável pela reprodução de 12 obras expostas no Memorial da Inclusão até o dia 28 de março. Legenda para cego ver: Imagem dupla. Do lado esquerdo, a artista Marina Baffini orienta os alunos que estão reunidos em três mesas. Do lado direito, destaque para um estudante que sorri enquanto segura um móbile tátil feito durante o curso. Ele tem cabelos curtos e escuros, e veste uniforme do Instituto Padre Chico (Crédito da foto: Divulgação).


Alunos do Instituto de Cegos Padre Chico tiveram o primeiro contato com a adaptação de pinturas e outros trabalhos de arte visual em uma oficina organizada pela Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo (SEDPcD) no Memorial da Inclusão.

Os estudantes, de 13 e 18 anos, aprenderam técnicas para a produção de móbile tátil com texturas inspirado na obra ‘Tapete Voador’, de Alex Flemming, usando cola, tesoura, tecidos, papel camurça, EVA, papel micro-ondulado, fio de nylon e miçangas.


IMAGEM 02: Mostra 'INCLUA-ME - Arte e Cultura para Todos' está em cartaz no Memorial da Inclusão até o dia 28 de março. Legenda para cego ver: Foto dupla. Do lado esquerdo, homem cego passa as mãos sobre a obra 'O Astronauta', de Claudio Tozzi. No lado direito, destaque para a reprodução, que mostra um astronauta, visto do ombro para cima, sobre um fundo branco de bolinhas amarelas, alinhadas na horizontal e na vertical. Sobre a cabela do astronauta, centralizada na parte superior da tela, há um capacete vermelho com vedação amarela em torno do rosto, a cabeça e o pescoço, fixando um vidro sobre a face do personagem, desenhada de forma abstrata, com traços de nariz e olhos. Uma armação cinza, com alças e fivelas, sustenta o capacete sobre a roupa azul (Crédito da foto: Divulgação).

IMAGEM 02: Mostra ‘INCLUA-ME – Arte e Cultura para Todos’ está em cartaz no Memorial da Inclusão até o dia 28 de março. Legenda para cego ver: Foto dupla. Do lado esquerdo, homem cego passa as mãos sobre a obra ‘O Astronauta’, de Claudio Tozzi. No lado direito, destaque para a reprodução, que mostra um astronauta, visto do ombro para cima, sobre um fundo branco de bolinhas amarelas, alinhadas na horizontal e na vertical. Sobre a cabela do astronauta, centralizada na parte superior da tela, há um capacete vermelho com vedação amarela em torno do rosto, a cabeça e o pescoço, fixando um vidro sobre a face do personagem, desenhada de forma abstrata, com traços de nariz e olhos. Uma armação cinza, com alças e fivelas, sustenta o capacete sobre a roupa azul (Crédito da foto: Divulgação).


A oficina foi ministrada pela artista Marina Baffini, especialista em acessibilidade cultural e responsável pela reprodução tátil de 12 obras do acervo do Sesc (Santana, Bom Retiro e Ipiranga) que integram a mostra ‘INCLUA-ME – Arte e Cultura para Todos’, em cartaz no Memorial da Inclusão até o dia 28 de março.

A exposição tem uma fotografia da obra original e a adaptação tátil da mesma obras, reproduzida com lixa, couro, emborrachados, papelão, tinta e plástico. Todos os trabalhos também têm audiodescrição.

SERVIÇO
Exposição: ‘INCLUA-ME – Arte e Cultura para Todos’
Data: até 28 de março
Horário:
– segunda à sexta-feira – 10h às 18h
– sábados – 13h às 17h
Local: Memorial da Inclusão (sede da SEDPcD)
Endereço: Avenida Auro Soares de Moura Andrade, nº 564, portão 10, Barra Funda, São Paulo/SP

Quer receber as notícias do #blogVencerLimites pelo WhatsApp? Adicione (11) 97611-6558 aos contatos e mande a frase 'VencerLimitesWhatsApp'

Quer receber as notícias do #blogVencerLimites pelo WhatsApp? Adicione (11) 97611-6558 aos contatos e mande a frase ‘VencerLimitesWhatsApp’


Mande mensagem, crítica ou sugestão para blogVencerLimites@gmail.com

Acompanhe o #blogVencerLimites nas redes sociais

Facebook Twitter Instagram LinkedIn Google+ YouTube