Inclusão na Lata

Inclusão na Lata

Lançado em 2017 no Youtube, canal retrata o universo da pessoa com deficiência para todos os públicos. Meta é quebrar estigmas e rótulos para promover o debate sobre inclusão e acessibilidade. Vídeos têm audiodescrição, legenda e Libras.

Luiz Alexandre Souza Ventura

21 Fevereiro 2018 | 12h39

IMAGEM 01: Lançado em 2017 no Youtube, canal retrata o universo da pessoa com deficiência para todos os públicos. Meta é quebrar estigmas e rótulos para promover o debate sobre inclusão e acessibilidade. Vídeos têm audiodescrição, legenda e Libras (Crédito da Foto: Divulgação). Legenda para cego ver: Cópia de tela de vídeo mostra os apresentadores Renata Lellis e Dudé. Ela tem cabelos loiros e compridos, veste camisa verde e calça jeans. Ele tem cabelos escuros e curtos, veste camiseta regata preta e calça jeans, está com óculos escuros no rosto e tem barba escura. Dudé tem malformação congênita nos dois braços.

IMAGEM 01: Lançado em 2017 no Youtube, canal retrata o universo da pessoa com deficiência para todos os públicos. Meta é quebrar estigmas e rótulos para promover o debate sobre inclusão e acessibilidade. Vídeos têm audiodescrição, legenda e Libras (Crédito da Foto: Divulgação). Legenda para cego ver: Cópia de tela de vídeo mostra os apresentadores Renata Lellis e Dudé. Ela tem cabelos loiros e compridos, veste camisa verde e calça jeans. Ele tem cabelos escuros e curtos, veste camiseta regata preta e calça jeans, está com óculos escuros no rosto e tem barba escura. Dudé tem malformação congênita nos dois braços.


Mostrar o universo da pessoa com deficiência para todos os públicos sem rótulos ou estigmas. Essa é a meta do ‘Inclusão na Lata’, canal lançado no YouTube no ano passado.

Os vídeos são apresentados pela jornalista Renata Lellis e o músico Dudé (vocalista da banda Dudé e a Máfia), tudo com audiodescrição, legenda e Libras.

Assuntos como terminologia, sexualidade, capacitismo e Lei de Cotas estão na pauta. O primeiro vídeo foi ao ar no dia 16 de novembro de 2017.

O trabalho também pode ser acompanhado nas redes sociais: Facebook.com/inclusaonalata, Facebook.com/incluirdacerto e Instagram.com/inclusaonl.



“Sempre percebi a ausência da cultura inclusiva e sentia falta de uma mudança de pensamento”, diz Renata Lellis. “Muitas ideias e sugestões apareciam, como a criação de um blog ou um canal de vídeos, mas eu sabia que era fundamental haver representatividade nesse conteúdo”, conta a jornalista.

“Convidei o Dudé porque já conhecia o trabalho dele e gostava bastante da maneira como ele se posiciona, sua postura perante o mercado de trabalho, a acessibilidade. Ele seria perfeito para complementar, falando de forma direta, simples e didática”, explica a apresentadora.

Renata afirma que os recursos de acessibilidade presentes nos vídeos foram uma exigência dela. “Se a informação não é para todos, não é informação. Se eu quero promover debates e mudanças na sociedade, isso tem de chegar a todos”.

A inclusão de audiodescrição, legendas e Libras nos vídeos é feita por empresas parceiras, que a jornalista faz questão de destacar como fundamental, além de toda a estrutura no estúdio, com cinegrafistas, produção e outros profissionais.

PATROCÍNIO – O canal não tem patrocinadores. Tudo é feito com a colaboração de diversas pessoas que acreditam na necessidade de ampliar o conhecimento sobre o universo da pessoa com deficiência. “Eu banco uma parte, mas todos ajudam, inclusive até quando é necessário pagar o almoço da equipe”, celebra Renata, que está em busca de empresas, instituições ou pessoas com interesse em investir no trabalho.

Quer receber as notícias do #blogVencerLimites pelo WhatsApp? Adicione (11) 97611-6558 aos contatos e mande a frase 'VencerLimitesWhatsApp'

Quer receber as notícias do #blogVencerLimites pelo WhatsApp? Adicione (11) 97611-6558 aos contatos e mande a frase ‘VencerLimitesWhatsApp’


Mande mensagem, crítica ou sugestão para blogVencerLimites@gmail.com

Acompanhe o #blogVencerLimites nas redes sociais

Facebook Twitter Instagram LinkedIn Google+ YouTube