Pedido de socorro é investigado pela Delegacia da Pessoa com Deficiência

Pedido de socorro é investigado pela Delegacia da Pessoa com Deficiência

Em mensagem enviada ao blog Vencer Limites pelo Facebook no último dia 22 de dezembro, leitor afirma usar uma cadeira de rodas, após ter sofrido um acidente de moto, e denuncia agressões constantes, verbais e físicas, por parte de familiares.

Luiz Alexandre Souza Ventura

30 Dezembro 2014 | 12h02

Curta Facebook.com/VencerLimites
Siga @LexVentura
Mande mensagem para blogvencerlimites@gmail.com
O que você precisa saber sobre pessoas com deficiência

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Atualizado às 14h40 (31/12/2014) – O pedido de socorro enviado ao blog Vencer Limites na semana passada é investigado pela Delegacia de Polícia da Pessoa com Deficiência. Nesta quarta-feira, 31, em conversa por telefone com o agente responsável por encaminhar as denúncias enviadas ao e-mail dppd.decap@policiacivil.sp.gov.br, expliquei o caso e mandei todas as informações que recebi pelo Facebook, inclusive nome completo, CPF, RG e endereço do leitor que pediu ajuda.

De acordo com o policial, já foi feito um primeiro contato, por telefone, com o rapaz que solicitou o auxílio. E uma equipe irá até a residência dele para verificar a situação o mais breve possível.

Por questões de segurança, a identificação do leitor será mantida em sigilo. Aguarde novidade sobre esse caso.

Denúncia – Se você tem conhecimento de casos de agressões contra pessoas com deficiência, denuncie. Informe tudo o que souber, inclusive nomes, endereços e outros dados. Se quiser, mande para dppd.decap@policiacivil.sp.gov.br ou ligue para (11) 3311-3380 / 3381 / 3383.

Mensagem foi enviada à polícia. Imagem: Reprodução

Mensagem foi enviada à polícia. Imagem: Reprodução

O caso – Em mensagem enviada ao blog Vencer Limites pelo Facebook no último dia 22 de dezembro, um rapaz afirma usar uma cadeira de rodas, após ter sofrido um acidente de moto, e denuncia agressões constantes, verbais e físicas, por parte de familiares. Imediatamente, solicitei a ele nome completo, endereço, números de documentos e de telefones. Tudo foi enviado. Na sequência, liguei para a Delegacia de Polícia da Pessoa com Deficiência, que funciona há aproximadamente duas semanas no andar térreo do número 527 da Rua Brigadeiro Tobias, no Centro de São Paulo.

Quando começou a funcionar, o departamento estava instalado provisoriamente na sede da Secretaria de Estado da Segurança Pública de São Paulo. Telefonei muitas vezes para todos os números que conheço: (11) 3311-3380/3381/3383. Nenhum atendeu naquele dia, segundo a delegacia, porque todo o departamento estava em processo de transferência para o endereço atual. Nesta quarta-feira, 31, consegui fazer o contato.

 

Mais conteúdo sobre:

Delegacia PCD