À espera de Obama

"Pós-visita" anima empresários

, O Estado de S.Paulo

18 Março 2011 | 00h00

A Câmara Americana de Comércio Brasil-Estados Unidos (Amcham) não espera anúncios de acordos bombásticos nos próximos dias, mas aposta que o período "pós-visita" do presidente Barack Obama trará novidades no campo econômico.

Blindados vão reforçar segurança

Quatro blindados do tipo Urutu, do Exército, seis helicópteros e mais de 800 homens vão fazer a segurança do presidente americano e de sua família durante a visita ao Rio. Os blindados devem ficar nos locais onde Barack Obama tiver atividade prevista.

Equipe médica já está de prontidão

O governo dos EUA escolheu o Hospital Samaritano, em Botafogo, na zona sul do Rio, para atender Obama e sua comitiva em caso de problemas de saúde. Leitos de quartos e da CTI já estão reservados. Uma ambulância ficará de prontidão na Cinelândia.

Primeira-dama vai visitar estudantes

A primeira-dama Michelle Obama passará parte da manhã de sábado com alunos de escolas públicas num restaurante de comida natural perto da Esplanada. Ela será ciceroneada pela esposa do chanceler Antonio de Aguiar Patriota, Tânia Cooper Patriota.

Boeing não enviará executivos ao País

Beneficiária do lobby dos EUA pela venda do caça F-18 Super Hornet para a Força Aérea Brasileira, a Boeing ficará na retaguarda e preferiu não enviar nenhum executivo às reuniões de empresários previstas na agenda de Barack Obama no Brasil.

Agenda

DIA 19: 18H30 CHEGADA AO GALEÃO

DIA 20: 9H30 VISITA PARTICULAR AO CRISTO REDENTOR; 12H50 VISITA À CIDADE DE DEUS E 14H30 DISCURSO NA CINELÂNDIA

DIA 21: 9H00 PARTIDA PARA SANTIAGO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.