1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Acampamento em frente à prefeitura do Rio já reúne 600 pessoas

Roberta Pennafort - O Estado de S. Paulo

13 Abril 2014 | 14h 25

Grupo foi retirado de imóvel da telefônica Oi na sexta-feira; lideranças convocam mais famílias para fortalecer o protesto

RIO DE JANEIRO- Cerca de 600 pessoas ainda estão acampadas na porta da prefeitura do Rio de Janeiro neste domingo, 13. Elas vêm da chamada Favela da Telerj, que se formou desde 31 de março num prédio abandonado da operadora de telefonia Oi, no Engenho Novo, zona norte carioca. O acampamento começou na sexta-feira à tarde, 11, e a quantidade de pessoas já é quatro vezes maior do que a de sábado, 12.

Líderes do movimento contrataram mototaxistas para passar nas comunidades das quais saiu boa parte da famílias para convocar mais participantes. O grupo acredita que quanto mais gente acampar maior será a pressão e mais rapidamente poderá sair um acordo com a prefeitura do Rio.

 

Uma comissão apoiada por advogados voluntários foi recebida pela prefeitura neste domingo. A proposta foi fazer o cadastro das famílias em outro local, de modo que a frente da prefeitura fosse desocupada até esta segunda-feira, 14, para não atrapalhar o expediente, o que não foi aceito por elas. O grupo exige uma solução imediata de moradia.

Cerca de três mil pessoas estavam vivendo no prédio que foi desocupado à força pela PM na madrugada de sexta-feira. Os confrontos entre policiais militares e os ocupantes deixaram pelo menos 12 pessoas feridas.