Acusado de matar três mulheres em racha volta à prisão no DF

Homem de 49 anos é acusado de causar a morte de três mulheres em racha na Ponte Juscelino Kubitschek

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

19 Outubro 2007 | 10h39

O professor de Educação Física, Paulo César Timponi, de 49 anos, acusado de provocar a morte de três mulheres quando participava de um racha na Ponte Juscelino Kubitschek, em Brasília, foi preso na tarde de quinta-feira, 18.   Ele foi preso em casa, após decreto de prisão preventiva expedido pelo juiz titular do Tribunal do Júri do Distrito Federal, João Egmont. O motorista do Golf que provocou o acidente no último dia 6, em Brasília, causou a morte de Antônia Maria de Vasconcelos, de 49 anos, Altair Barreto de Paiva, de 53, e Cynthia Cysneiros, de 34.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.