Adolescente baleado em festa julina continua em estado grave no Rio

Um jovem, que confessou disparo, afirma ter comprado a arma para se defender do menor

Tiago Rogero , estadão.com.br

05 Julho 2011 | 11h36

RIO - O adolescente, de 17 anos, baleado no domingo à noite em uma festa julina em Botafogo, na zona sul do Rio, continua internado em estado grave no Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, mesma região da cidade. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, não há previsão de alta para o menor, atingido no abdome.

 

O jovem está lúcido e respira sem a ajuda de aparelhos. No entanto, de acordo com a secretaria, a equipe médica da unidade informou que a situação do adolescente é delicada devido à lesão provocada pela bala, no intestino e duodeno.

 

O responsável pelo disparo, Rodrigo Paiva Freire, de 20 anos, foi preso e encaminhado à 13ª DP (Leblon). Segundo a polícia, ele confessou o crime e afirmou ter comprado a arma para se proteger do menor, que já o teria agredido em outra festa. No domingo, na festa julina, no Parque General Leandro, na Rua Lauro Müller, houve um novo desentendimento e Rodrigo atirou contra o menor.

 

O suspeito foi encontrado por militares do 2º BPM (Botafogo) no corredor do prédio onde morava, conversando com amigos. A arma, no entanto, não foi localizada. Segundo a polícia, Rodrigo disse que a jogou em um canteiro. Ele será indiciado por tentativa de homicídio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.