Agnelo quer foto de Weslian, e não de Roriz, na urna

O candidato do PT ao governo do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), quer que a Justiça Eleitoral troque na urna eletrônica a foto do ex-candidato Joaquim Roriz (PSC) pela de Weslian Roriz (PSC).

Felipe Recondo, O Estado de S.Paulo

08 Outubro 2010 | 00h00

As urnas foram lacradas no dia 2 de setembro, quando Joaquim Roriz ainda não havia desistido da candidatura nem colocado sua mulher na disputa. Weslian teve 31,5% dos votos contra 48,41% de Agnelo. Os dois disputarão o governo do DF no segundo turno.

No primeiro turno, quando o eleitor digitava o número de Weslian, a foto que aparecia era de Joaquim Roriz. O Tribunal Regional Eleitoral do DF, que terá de examinar o pedido, questionou o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre a possibilidade de promover a troca das fotos. A consulta deverá ser respondida pelo TSE nos próximos dias.

Em entrevista no domingo, quando ficou definido que Agnelo e Weslian disputariam o segundo turno, o presidente do TSE, ministro Ricardo Lewandowski, adiantou que a substituição das fotos não é possível.

Ontem, o 4.º colocado nas eleições, Eduardo Brandão, candidato do PV, declarou apoio oficial a Agnelo Queiroz.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.