Air France defende pilotos e diz que alertas confundiram equipe do voo 447

Empresa diz falhas contribuíram para falhas e que não se pode questionar a competência dos pilotos

Reuters,

29 Julho 2011 | 08h49

PARIS - A Air France defendeu a equipe de pilotagem do AF 447 após a divulgação do relatório do Escritório de Investigações e Análise para Aviação Civil (BEA) nesta sexta-feira, 29. De acordo com o documento, os pilotos falharam sucessivamente ao interpretar os avisos e alarmes da aeronave sobre perda de sustentação e que os procedimentos não foram seguidos.

 

Segundo comunicado da companhia aérea, há vários fatores prováveis por trás da queda do Airbus e que a sequência de problemas começou com a falha nos indicadores de velocidade do avião. "Após manobras feitas pela tripulação em condições de pilotagem desestabilizadas e deterioradas, o avião perdeu velocidade e altitude e não se pôde recuperar o controle do avião, que caiu em alta velocidade antes no Oceano Atlântico", afirma.

 

"Deve-se perceber que a indicação enganosa de que a aeronave estava parada e o alarme de perda de sustentação, contrários ao estado real do avião, contribuíram muito para a dificuldade da equipe em analisar a situação", avalia a Air France.

 

Segundo a empresa, os investigadores não encontraram qualquer razão para questionar a competência técnica da equipe de pilotos. "A Air France presta homenagem à sua coragem e determinação nestas condições extremas", finaliza.

Mais conteúdo sobre:
voo 447 acidente aéreo Air France

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.