Alemã estuprada no Brasil tenta antecipar volta ao seu país

Viagem de regresso está marcada para 6 de janeiro; Consulado da Alemanha providencia retorno imediato

Lauriberto Braga, Especial para o Estado

28 Dezembro 2015 | 10h02

Atualizada em 28 de dezembro às 17h15

FORTALEZA - A turista alemã C. T., de 24 anos, que afirma ter sido violentada sexualmente por um homem, na madrugada do Natal, na Praia de Jericoacoara, no Ceará, está em Fortaleza, tentando antecipar sua volta para Alemanha. A viagem de regresso está marcada para 6 de janeiro de 2016, mas, abatida, a alemã quer logo retornar ao seu país. O Consulado da Alemanha em Fortaleza providencia a volta imediata.

Nesta segunda-feira (28), a Coordenadoria de Medicina Legal da Perícia Forense de Sobral promete divulgar o resultado do exame de corpo de delito. Com base nesse exame, as delegacias de Acaraú e de Proteção ao Turista abrirão inquérito.

C. T. registrou boletim de ocorrência na delegacia de Sobral no dia 25 e prestou depoimento. Ela relatou que passeava com um amigo austríaco pelas dunas de Jeri, quando, por volta das 4 horas de sexta-feira (25), foi atacada por um homem moreno, de cabelos curtos e lisos.

Segundo C.T., o rapaz exigiu sua máquina fotográfica, telefone celular e dinheiro - ela levava R$ 480. A alemã e o austríaco entregaram tudo. O homem, então, a ameaçou violentá-la se o austríaco não fizesse sexo com ele. Logo em seguida, ele teria desistido da segunda opção e determinado, de acordo com a alemã, que o austríaco ficasse de costas enquanto a estuprava. C. T. disse que ainda ofereceu mais dinheiro para evitar a violência, mas o homem não  aceitou.

C. T. contou na delegacia que conheceu o austríaco no hostel Tirol, em Jericoacoara, na noite de Natal.

A alemã entrou no Brasil em 6 de outubro, pelo Ceará. Passou pela Praia de Canoa Quebrada, em Aracati, em 7 de dezembro, e seguiu no dia 22 para Jericoacoara.

Mais conteúdo sobre:
Natal Ceará Alemanha Acaraú Brasil Aracati

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.