AMR vai comprar 260 aviões da Airbus e 200 da Boeing

A American Airlines dividiu nesta quarta-feira um pedido de 460 aviões de corredor único avaliados em até 40 bilhões de dólares entre a Boeing e a Airbus e a Safran.

KYLE PETERSON, REUTERS

20 Julho 2011 | 13h58

A companhia aérea deve ser a cliente-lançadora do 737 remodelado, que ainda precisa de aprovação da diretoria da Boeing.

A American ainda tem opção de compra de mais 100 aviões 737 e opções e direitos de aquisição de 365 aeronaves da Airbus.

A American começará a receber 130 unidades da atual versão do A320 a partir de 2013. A partir de 2017, a companhia aérea receberá outras 130 unidades do A320neo, com novo motor que promete 15 por cento de economia de combustível.

DISPUTA POR MERCADO DOS EUA

A Boeing e a Airbus competem pelo mercado global de aviões de grande porte, que é estimado em 2 trilhões de dólares nos próximos 20 anos.

No ano passado, a Airbus anunciou que iria remotorizar o A320. O avião, conhecido como A320neo, deve entrar em serviço no final de 2015.

Durante mais de um ano, a Boeing debateu se iria remodelar seu 737 ou partir para o desenvolvimento de uma nova aeronave.

Um novo avião traria mais eficiência ao mercado, mas estaria pronto apenas por volta de 2020.

Mas a demora da Boeing em tomar uma decisão deixou a porta aberta para a Airbus conseguir maciças encomendas pelo seu A320neo de clientes que não queriam esperar por uma decisão da fabricante norte-americana.

A Airbus dominou a Paris Air Show no mês passado com encomendas por seu A320neo.

Para garantir parte da encomenda da AMR --e talvez outros pedidos de empresas aéreas dos EUA--, a Boeing concordou em remotorizar seu avião. A AMR não fazia pedido por um Airbus desde o final dos anos 1980.

(Reportagem adicional de Tim Hepher, Roy Strom, Karen Jacobs, Blaise Robinson e Cyril Altmeyer)

Mais conteúdo sobre:
AEREAS AMR ENCOMENDA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.