1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Após assalto, menor tem pés e mãos amarrados; relembre outros casos

O Estado de S.Paulo

26 Fevereiro 2014 | 18h 07

Grupo de moradores tentou linchar o adolescente em Botafogo, zona sul do Rio

Texto atualizado às 20h

Na manhã desta quarta-feira, 26, um menor de 17 anos teve os pés e as mãos amarrados após roubar o celular de uma pedestre, em Botafogo, na zona sul do Rio de Janeiro. Um grupo de moradores tentou linchar o adolescente, enquanto outras pessoas defendiam que nada fosse feito até a chegada da polícia. A mulher saía de casa e falava ao celular quando o jovem passou em uma bicicleta e levou o aparelho. Ela gritou e o menor tentou fugir pelo meio da rua, mas foi alcançado por pedestres.

Em Belo Horizonte, um rapaz suspeito de furto teria sido amarrado a um poste no bairro Santo Antônio, região centro-sul da cidade. A PM confirmou que recebeu chamado informando que o homem estaria preso ao poste na esquina das Ruas Marquês de Paranaguá e João de Freitas, mas, ao chegar ao local, não encontrou o jovem. Como a suposta vítima do furto não deu queixa, nenhuma ocorrência foi registrada. A foto de um rapaz amarrado com as mãos para trás em um poste começaram a circular em redes sociais, com um texto dizendo que ele teria sido flagrado pelo proprietário de um veículo tentando arrombar o carro.

Outros casos. No inicio de janeiro, um adolescente de 15 anos foi preso com uma tranca de bicicleta, pelo pescoço, a um poste no Aterro do Flamengo, também na zona sul do Rio. Os bombeiros foram chamados e precisaram usar um maçarico para libertar o rapaz, que foi encaminhado ao Hospital Municipal Souza Aguiar, no centro.

O adolescente estava nu e sem documentos, segundo os bombeiros, e o caso não chegou a ser registrado na polícia. A mulher que socorreu o rapaz divulgou o caso na internet foi criticada porque ele seria integrante de uma gangue que pratica assaltos na zona sul.

Em fevereiro, um rapaz de 26 anos foi amarrado com cordas a um poste na tarde na cidade de Itajaí, na região do Vale, em Santa Catarina, após assaltar uma lanchonete. Segundo a Polícia Militar, o fato aconteceu por volta das 14h no bairro Cordeiros. Como não conseguiu fugir e estava desarmado, o suspeito foi detido por populares e recebeu socos e pontapés até sangrar.

Em Sidrolândia, no Mato Grosso do Sul, um homem de 38 anos foi amarrado com uma corda a um poste depois de tentar assaltar uma casa. Antônio Mendes Sá, que já tem passagem por furto de veículo, pegou objetos da casa da vítima e foi visto pelos vizinhos quando tentava sair do local. Na casa estavam o dono, a mulher e a filha de 18 anos.

O dono da casa e o ladrão entraram em confronto e Sá, conhecido como Maninho, foi imobilizado com a ajuda de vizinhos. Depois, foi agredido e teve as mãos e os pés amarrados com uma corda em um poste. Foi desamarrado quando a Polícia Militar chegou.